17/03/2010

Retornando e continuando

Retornei ao Frei Damião somente ontem pois estava com um volume de trabalho muito grande na região onde estou substitindo outro Oficial que está em férias.
.
O mês de março seria o último mês que eu ficaria na região que compreende a comunidade de Frei Damião. Palhoça é composta de oito regiões e eu, desde que assumi no Fórum, fiz somente cinco contando com a atual. Porém, tive uma surpresa, pois a coordenadora da Central de Mandados me perguntou se eu tinha interesse em continuar no Frei Damião. Topei na hora! Portanto, por mais quatro meses - abril, maio, junho e julho - terão que me aguentar por lá!
.
O retorno foi bacana, não só pela felicidade de muitos em ter saído a reportagem no Jornal Hora de Santa Catarina, mas também pelo fato de eu contar que ficaria por mais quatro meses atuando na região. É incrível como as pessoas possuem a necessidade de conversar, de contar seus problemas e principalmente serem ouvidas.
.
Fui à tarde porque prometi ao Edmar - meu "ajudante" - que não iria no mesmo horário de aula dele, já que estuda pela manhã. Inclusive, outra coisa gratificante foi que seu pai - o pastor Assis - disse que o menino está mais disposto a estudar e melhorou muito o comportamento dele em casa. E que continue assim...
.
O menino estava tão empolgado que conseguimos cumprir 60% dos mandados em pouco mais de duas horas. Tomamos o costumeiro sorvete para refrescar e tiramos um tempinho para fazer a foto abaixo.
.
.
.

Além da felicidade de voltar a ser meu "ajudante", disse que fez muito mais amigos na escola porque ficou "famoso" por aparecer no jornal. Tem uma edição guardada, toda amassada de tanto mostrar para as pessoas. Inclusive estava preocupado porque alguns coleguinhas querem falar comigo para tirar o lugar dele.
.
Contou também, que quando chega ao colégio, as crianças falam: "lá vem o famoso!". Tanto é que quando algumas crianças nos viram, vieram correndo querendo que eu tirasse fotos delas também:
.
.
.
São estes pequenos detalhes que poderão fazer uma grande diferença. E quem sabe nos próximos quatro meses eu não tenha outros "ajudantes", que se empolguem a estudar, que sonhem em ser alguém na vida, independente do preconceito existente por viverem num lugar tão ruim de se viver. Que venham os quatro próximos meses!
.
Em tempo: a tarde na casa de repouso ainda não está confirmada e quem escreveu querendo comparecer e participar, fiquem no aguardo que eu informo se realmente será no próximo domingo ou uma outra data.
.
.
_____________________________________________
.
.
Contos em fotos (ou melhor, em placas):
.
.
.
.