05/03/2010

Uma tarde diferente

Retornei de viagem na semana passada e fui convidado por um jornal da Grande Florianópolis para uma reportagem com o objetivo de mostrar a necessidade das pessoas juntamente com o meu trabalho na comunidade Frei Damião.
espaço
Fui com a repórter, a fotógrafa do jornal e meu amigo Marcos - que me ajudou a relacionar as crianças que receberiam os materiais escolares.
espaço
Fomos em algumas casas onde entregamos os materiais escolares antes das minhas férias, na casa de pessoas onde fiz excelentes amizades, conheceram o pastor Assis e seu filho Edmar - o Ed - que ficou muito contente com nossa visita, achando que "já retornaríamos ao trabalho" naquele dia, mais do que empolgado.
espaço
A situação, obviamente, continua a mesma principalmente com o calor infernal que faz e os constantes temporais que alagam tudo em todo lugar.
espaço
espaço
Na ocasião, uma senhora que ganhou materiais escolares para os netos, perguntou se não havia condições de conseguir para sua vizinha, que possui seis filhos, sendo que quatro estudam: um menino e três meninas.
espaço
Como prometemos, cumprimos. Hoje voltamos lá e entregamos os kit's de materiais escolares para a família. Apesar de eu sempre estar com minha máquina, não fiz fotos das crianças mais velhas que receberam, sentem-se constrangidas, talvez por se sentirem discriminadas por morarem num lugar tão ruim.
espaço
Porém, as crianças menores - que ainda não estão na escola - fizeram a festa conosco e com a máquina fotográfica.

espaço
Situações como estas - tão comuns para a maioria das pessoas - fizeram uma tarde diferente para estas crianças tão necessitadas onde qualquer agrado ou atenção é de grande valor.



Volto ao trabalho no dia 10 de março inclusive sendo o último mês que fico na região do Frei Damião e bairros vizinhos.

Apesar de ainda não saber qual será meu novo lugar de atuação nos próximos quatro meses - de abril a julho - não deixarei de retornar à comunidade que me recebeu muito bem, que principalmente fez com que eu - e muitos leitores e amigos - vissem o mundo de uma maneira mais solidária, valorizando o que temos e que geralmente não damos o devido valor.