09/03/2010

Você já mudou o mundo hoje?

A reportagem que saiu na edição do último final de semana - dia 06 e 07 de março, no Jornal Hora de Santa Catarina rendeu bons frutos.

Antes de tudo, gostaria de agradecer à todos amigos-leitores que sempre me incentivaram no meu trabalho e dizer que os méritos da matéria foram de todos nós.

Recebi inúmeros e-mails parabenizando pelo meu trabalho "anônimo" e o que fiquei mais feliz, foi servir de exemplo para outras pessoas que, por comodismo ou falta de incentivo, resolveram ajudar alguém, não necessariamente com relação aos casos comentados aqui, mas em suas vidas pessoais. Este - em minha opinião - é o melhor fruto colhido dessa reportagem.


(clique nas imagens)


Agradecimentos especiais à reporter Sâmia Frantz e sua equipe, ao Edmar (claro!), ao Sr. Fábio Ramos Bittencourtt - vice-presidente da ACOJ - Associação Catarinense dos Oficiais de Justiça que me escreveu gentilmente e divulgou a notícia para todos os Oficiais de Justiça do nosso estado vinculados à associação; à todos os Oficiais de Justiça que me escreveram e aos servidores do Poder Judiciário, em especial, meu novo amigo José Tiago M. de Albuquerque (foto abaixo) que trabalha no TJ e que por conta das orientações na reportagem do jornal, também criou seu blog: http://www.tiagomengo.blogspot.com onde, gentilmente publicou sobre o meu trabalho.

Como ambos estão em férias (eu retorno amanhã!), eu o convidei oara visitar o Sr. João, conhecido na publicação de 30/11/2009 como JF que reside na casa de repouso São Sebastião, no bairro Sul do Rio em Santo Amaro da Imperatriz/SC.

Chegamos lá, o Sr. João, abatido e mais fraco do que antes de eu viajar, tentou se comunicar pela escrita como costuma fazer e se distraiu um pouco, principalmente com as brincadeiras que fizemos com os outros idosos que lá estavam.

Tem uma senhora chamada Filomena, que também é da casa de repouso que o trata muito bem, inclusive ele só se alimenta se ela der a comida pra ele. Eu, sempre que vou lá, brinco que eu sou o filho mais novo dela, ele é o filho do meio e o Sr. Celso (um senhor de cadeira de rodas) é o mais velho. Fizemos a maior bagunça com isso... e ela fica toda risonha...

Meu amigo Tiago conheceu a Sra. Bernadete, proprietária da casa, que explicou o funcionamento, mostrou o caminho das flores, que ela mesma fez, com vários tipos de árvores, pomar, horta, onde os idosos vão caminhar para não ficarem ociosos demais.



Como minha região atual fica do outro lado da cidade, fica um pouco complicado de eu visitar meu "velho" amigo João. Então, como a maioria dos idosos gosta de jogar dominó e outros de música, combinamos um dia para fazermos isso com um grande "cafezada" para o pessoal de lá e para quem for. Falta confirmar com a Sra. Bernadete, mas em princípio será no dia 21 de março, num domingo.

Quem quiser ser voluntário e participar do dia na Casa de Repouso para tocar violão, jogar dominó (quem tiver, leva), levar bolo, pães, sucos, ou algo que achar relevante, pode me enviar um e-mail (marcusdelorenzi@gmail.com) para que eu me organize e possamos fazer o dia deles bem diferente e alto astral. Ah, e mais: nenhum tem diabetes! Já descobri.

E que venha o primeiro dia de trabalho amanhã!