28/04/2011

O coelho e o cavalo

A campanha de Páscoa ainda é o comentário na comunidade Frei Damião, principalmente entre as crianças que ganharam presentes e que puderam - segundo elas - ver o coelhinho pela primeira vez.

Porém, não foram somente as crianças que ganharam, mas eu ganhei novos amigos, novas parcerias, novas idéias e sugestões. Como forma de agradecimento por tudo, um vídeo que fiz com algumas fotos do evento.



clique na imagem para ampliá-la


Ao lado, reportagem que saiu hoje no jornal Palavra Palhocense informando sobre a campanha de Páscoa - "Adoçando um Sorriso", onde distribuímos mais de quinhentos kits para as crianças da comunidade Frei Damião.

Fala também sobre a agradável e especial experiência em ser o coelho da Páscoa naquele dia tão diferente.

Aliás, o coelho ainda é comentário entre as crianças. Uma delas contou que nunca tinha ido um coelho por lá, e segundo ela, porque ele é "clarinho e ia se sujar na favela".

Algumas me contaram que muitos amiguinhos não foram ver o coelho porque era dia de "Tiradentes" e como sabiam que ia um dentista, ficaram com medo. Que dó...

Outra veio em minha direção e disse:

- "Ei, Marquinhos! Sabia que o coelhinho veio aqui? Trouxe um monte de doces e ganhei até escova de dente!"

- "Sério? E ninguém me avisou...

E ele disse:

- "Claro, era só para criança que tem dente estragado."

Expliquei que fiquei sabendo que as crianças que ganharam doces e escovas de dentes, são as que estudam, cuidam bem dos dentes e são caprichosas. Caso contrário, poderia deixar os dentes estragarem para ser lembrado na próxima Páscoa.

E enquanto eu estava lá, fantasiado e fazendo bagunça com a criançada, me aproximei de um grupo de meninos debaixo das árvores e um comentou:

- "Acho que o coelho é o Marcus".

E mais do que rapidamente, outro respondeu:

- "O Marcus não trabalha como coelho, trabalha no Fórum, seu cavalo!!

Garoto esperto!