13/04/2012

Adoçando um Sorriso - ANO III

"A Páscoa traz uma mensagem
de paz, esperança e amor"

Mais uma vez conseguimos fazer a diferença na Páscoa de várias crianças.
Foi uma tarde festiva e muito divertida. Tudo simples, mas muito especial.

As doações e a preparação:

Conseguimos arrecadar muitos doces e valores em dinheiro que foi o suficiente para  presentearmos as crianças da creche Caminho do Saber e seus irmãos, num total de 170 crianças. Ainda sobraram pacotes que foram doados para outras crianças aleatoriamente pela comunidade Frei Damião.


Agradecimentos especiais à Daiana da Silva e Terezinha Garcia que ajudaram até a madrugada na montagem dos pacotes.






Entre 12h30min e 13h foi o encontro dos voluntários no Posto Pagani, atrás do Shopping Via Catarina. De lá seguimos para a creche. Tudo arrumado e organizado para o começo da festa.
Lugar bonito, colorido e enfeitado...



Aos poucos, as crianças foram chegando e começaram a participar das brincadeiras com músicas junto com os colaboradores no pátio da creche... algumas tímidas, outras preocupadas com a possibilidade do coelhinho não aparecer.



















































Depois de muita música e brincadeiras, todos organizados indo para ao refeitório da creche, lavar as mãos e esperar a hora do lanche. Pude perceber que para muitas crianças, aquele momento era o mais esperado do que a chegada do coelhinho.


Um dos meninos me disse:


- É de graça?
- É sim - respondi - pode comer quantos quiser.


O sorriso se abriu e a sensação de felicidade foi nítida com a possibilidade de poder comer à vontade. Acredite ou não, ele comeu seis. A nega-maluca ele não quis porque achou "muito gorda". Menos mal.


E o interessante é que algumas crianças não quiserem a salsicha, só comeram o pão com molho. O motivo? Não sabiam o que era, por isso não quiseram...



 
 










E o momento especial da tarde de Páscoa: a chegada do coelho.


Algumas crianças nem esperavam mais por isso. Achavam que, por conta do calor e pelo coelho ser muito peludo, não apareceria. Outras achavam que o coelho ficou chateado porque não comeram tudo (uns não comeram o cachorro-quente inteiro, ou deixaram pedaços do bolo de chocolate).



















Foi uma festa simples, mas especial e contagiante.


Ver a ansiedade, a ingenuidade das crianças na espera pelo coelho da Páscoa, além da sensação de satisfação aos saborearem os lanches, são os melhores presentes de Páscoa que alguém poderia ganhar.


Tenho certeza absoluta que todos que participaram desta festa sentiram a mesma coisa.












Aos colaboradores que estiveram presentes no dia, os agradecimentos especiais e saibam que sozinho, nada disso seria possível.


A sensação de dever cumprido não é somente minha, mas é nossa, o blog é apenas uma ferramenta útil para que possamos unir nossos corações em prol daqueles que - muitas vezes - não conhecemos pessoalmente.


Para fechar com chave de ouro, em minha opinião, o melhor registro da festa: a "homenagem" de uma criança ao ver o coelhinho da Páscoa.






FELIZ PÁSCOA!